Meio&Mensagem
Publicidade

Wave Festival

25 A 27 DE MAIO DE 2021 | GRAND HYATT, RIO DE JANEIRO - RJ

Os cinco passos de um criativo ativista

Gail Haimann, da Weber Shandwick, defendeu o papel da indústria de levar a sociedade à frente

Teresa Levin
6 de abril de 2017 - 16h24

Gail

Gail Heimann, da Weber Shandwick (Crédito: André Valentim)

O tema foi “O feminino na comunicação” mas, ao apresentar o panorama atual desta discussão e mostrar cases emblemáticos como a campanha da Audi para o SuperBowl e do Airbnb que focou refugiados, Gail Haimann, da Weber Shandwick, foi além e fez uma convocação à indústria. Para ela, é papel dos profissionais do mercado da comunicação atuar como “creactivist”, uma espécie de criativos ativistas. “Temos que mover o negócio e podemos fazer da forma mais efetiva se pegarmos as oportunidades e tivermos a responsabilidade de levar a sociedade à frente. Temos esta responsabilidade e temos que abraçá-la”, disse.

Gail defende que, para isso, cinco passos são fundamentais: fazer uma rotina real, com pessoas reais, em ações de comunicação; fazer progressos reais dentro das organizações, sendo parte deste movimento; celebrar trabalhos que derrubem estereótipos e proporcionem mudanças; fazer mudanças acontecerem, e, mesmo com ideias simples, levar o negócio à frente.

Para ilustrar um pouco deste raciocínio, ela mostrou o trabalho “Brutal Cut”, feito pela Weber Shandwick dos Estados Unidos para a Action Aid. Confira abaixo o case criado para combater a mutilação de mulheres na Africa e dar luz a esta causa humanitária:

 

Veja agora os comerciais da Audi e do Airbnb exibidos por Gail no Wave Festival:

Publicidade

Compartilhe

  • Temas

  • Gail Haimann

  • Audi

  • Airbnb

  • Weber Shandwick

  • Wave Festival

  • empoderamento feminino

  • mudanças

Patrocínio

Realização